Peça inspirada em livro de Muniz Sodré está em cartaz até dia 4 de novembro

A peça “Água de Beber”, dirigida por Claudio Baltar, está em cartaz no teatro municipal Maria Clara Machado na Gávea. A peça que retrata as origens da capoeira e sua relação com a música, com o corpo e com o movimento foi inspirada em dois livros. O primeiro deles é “Retrato em Branco e Negro” de Lilia Moritz, cujo texto confere um caráter documental à peça, já que é composto de artigos sobre os escravos no final do século XIX. O outro livro que inspirou o roteiro da produção teatral foi “Santugri: Histórias de Mandinga e Capoeiragem”, coleção de contos de Muniz Sodré.

A peça está em cartaz até dia 4 de novembro, sextas e sábados às 21h e domingo às 20h.

 

Sobre o livro “Santugri: Histórias de Mandiga e Capoeiragem”

Publicada pela primeira vez em 1988, a obra em sua nova edição de 2011 ganhou mais 2 contos inpeditos, totalizando 18 narrativas de ficção. O livro narra as histórias de personagens ligados à cultura negra, principalmente à capoeira e ao candomblé. Desse modo, descreve de forma leve esse universo.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: