Pesquisador compara as leis de comunicação do Brasil e da Argentina

A legislação brasileira do setor das comunicações foi amplamente debatida durante a terceira simulação de entrevista coletiva promovida pelo Laboratório de Comunicação Crítica: Técnica de linguagem jornalística aplicada, em três de junho. O palestrante foi o representante nacional da Associação Mundial das Rádios Comunitárias (AMARC Brasil), João Paulo Malerba, que também é Mestre e pesquisador.  Ele criticou a obsolescência da atual legislação brasileira em comunicação, a concentração midiática no país e a consequente ausência de pluralidade dos meios. O tema da coletiva pode ser consultado no artigo “O horizonte é ao lado: Algumas reflexões sobre as leis de comunicação Brasileira e Argentina.”, publicado na Revista Alterjor, da USP.

Conheça as matérias elaboradas por alunas do laboratório:

Na frequência das rádios comunitárias

Mestre fala das leis de comunicação no Brasil e na Argentina

A vez da comunicação comunitária

Legislação de comunicação em pauta: AMARC Brasil discute panorama midiático nacional

Representante nacional de ONG de rádios comunitárias critica o poder do mercado sobre as comunicações

Legislação brasileira de comunicação e rádios comunitárias são temas de discussão

Representante da Amarc discute cenário da comunicação brasileira

Anúncios
Etiquetado , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: