As muitas faces do funk carioca: música e letra no Rio de Janeiro contemporâneo

Todos os meses, o “Laboratório de Comunicação Crítica: Técnica de Linguagem Jornalistica Aplicada”, coordenado por Zilda Martins, contará com um convidado/entrevistado. O primeiro deles será o professor e pesquisador Pablo Laignier, que, amanhã (15/04), apresentará o seu trabalho de pesquisa “As muitas faces do funk carioca: música e letra no Rio de Janeiro contemporâneo” e, logo depois, responderá às perguntas dos alunos, no modelo de entrevista coletiva. Posteriormente, os participantes do laboratório produzirão suas matérias, com as informações coletadas durante a atividade.

Partindo de evidências empíricas como obras fonográficas, observação de eventos e depoimentos ligados ao funk carioca, Pablo apresentará uma tipologia das vertentes temáticas encontradas na circulação deste gênero e suas especificidades, contrapondo a idéia de que o discurso encontrado nas letras desse estilo musical está limitado à pornografia e apologia ao narcotráfico.

Sobre Pablo Laignier

Doutorando do PPGCOM da ECO/UFRJ, pesquisador do LECC-UFRJ desde 2007, mestre em Comunicação e Cultura (2002) e jornalista (1999) formado pela mesma instituição. Possui experiência em docência no ensino superior, além de ser organizador e autor de dois capítulos do livro “Introdução à História da Comunicação” (Ed. E-Papers, 2009).

Sobre Zilda Martins

Doutoranda e mestre em Comunicação pela Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Pesquisadora do LECC e jornalista com experiência em mídia eletrônica, impressa e digital.

Atualmente responde pela edição do Boletim de Noticias do site do Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ.

Laboratório de Comunicação Crítica: Técnica de Linguagem Jornalistica Aplicada

A proposta do laboratório é trabalhar a técnica de linguagem jornalística em textos de rádio, webjornalismo e jornal. Para isso, como apoio, haverá aula teórica, seguida de práticas de apuração, entrevista, reportagem, redação e edição.  Os alunos receberão, uma vez por mês, um convidado (mestrando ou doutorando) para falar sobre suas pesquisas. A dinâmica adotada será a de entrevista coletiva, em que o convidado explica o “caso” e os “repórteres”, ao final da exposição, fazem perguntas e anotações. Em seguida, a tarefa será produzir matérias jornalísticas sobre o tema abordado. A cada evento (quatro no semestre) os alunos vivenciarão diferentes abordagens narrativas.

Serviço:

Local: CPM (sala de editoração).

Horário: Sextas-feiras, das 14 às 16h30.

Anúncios
Etiquetado , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: