A mídia como educadora coletiva: cidadania ou apatia? – série Artigos de Raquel Paiva

Resumo

Tomamos como ponto de partida o consenso de especialistas quanto ao fato de que os efeitos positivos e benéficos de um conhecimento dependem da demonstração pública do bom senso de sua aplicação prática. Neste sentido, indagamo-nos sobre a “transitividade” do conhecimento transmitido pela mídia, isto é, sobre as possibilidades de sua operacionalização no âmbito das comunidades receptivas contemporâneas.  Para tanto, colocamos a leitura ou o entendimento da programação televisiva como o ponto focal de impasses atuais que dizem respeito à utilidade de maior parte da massa informativa produzida e despejada sobre seu público por parte das redes televisivas. Questionamos em seguida o emprego puro e simples da razão argumentativa no esforço interpretativo dos programas, sugerindo alternativas para a leitura mais afinadas com a dimensão emocional do que com a semântica lingüística.  Frisamos a urgência de que se repense a prática educacional a partir do influxo transformador da mídia, tendo a leitura crítica da programação como eixo metodológico.

Acesse o texto clicando aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: